22 de jan de 2011

Ponto.

Cada um tem o seu ponto fraco (alguns tem todos) e o grande problema é aprender a viver com isso. Sabe? Eu entendo perfeitamente quando Aquiles foi atingido em seu calcanhar, ou quando cortaram os cabelos de Sansão. Na verdade, eu acredito que esses mitos foram feitos pra gente não perder a fé. E, que tanto Aquiles, quanto Sansão quando foram atingidos, não foram atingidos de fato. Aquele pedaço do corpo de ambos, representava a dignidade deles e quando um homem perde sua dignidade, ele perece.
Eu entendi isso essa semana quando meu(s) ponto(s) fraco(s) (re)surgiram e de fato, foi algo tão simples que me deixou péssima. Vou dividir meu ponto fraco porque eu sou forte (mentira) e pra provar que não só figuras mitológicas perderam alguma coisa. 
Quando eu era criança, eu cai da escada do prédio em que morava. Não, não pensem que eu era uma dessas crianças atentadas que não fica 1 segundo quieta. Muito pelo contrário, eu era quieta, muito quieta e almejava ser bailarina. Aí, eu tinha uma apresentação e estava atrasada (pra variar, já que minha mãe e minha vó simplesmente ignoram as convenções impostas de horários).
Aí, eu sai correndo descendo as escadas com uma mala (atores, bailarinos entendem que tipo de mala eu digo, não é mesmo) e o meu vestido, adivinhem? Sim, eu cai de cara e quebrei meus DOIS dentes da frente, faltando pouquíssimo tempo para apresentação. Eu me apresentei, aos 8 anos de idade sem sorrir, com a boca inchada e com uma mãe aos prantos na platéia. 
Eu sei que depois desse dia eu tenho dois pontos fracos: meus dentes quebrados e meus olhos. Os olhos? Como assim Juliana? Eu autorizo me perguntarem isso, mas antes, eu explico. Depois da queda descobriram 2 graus de astigmatismo em mim, além de ter de operar os olhos para abrir o canal lagrimal. já que era "fechado" de nascência. Sendo assim, aprendi a conviver em meio de oftalmoligistas, óculos, lentes de contato, dentistas,canais, e dentes réplica aos da Mônica (já que a resina me deixava dentuça).
Agora com 19 anos eu arranquei meus ciso, usei aparelho antes e coloquei facetas nos meus dentes (nos olhos eu me contento com a lente de contato mesmo). Eu fiquei tão feliz, eu não parecia mais a Mônica. Fazia um mês que eu estava com elas e eu era a mulher mais bonita e sorridente do universo. Mas, como dizem as avós "felicidade de pobre dura pouco", eu diria mais, diria que dura pou-quís-si-mo.
Eu dormi uma noite, linda, com dentes escovados (higiene é bom, né?) e eu sonhei coisas estranhas, tudo bem que eu sempre sonho coisas estranhas, mas eu tinha voltado a dançar e eu acordei do nada e um dos meus dentes azarados, se azarou mais ainda. A faceta dos meus sonhos caiu e quebrou meu dente de um jeito que não tem mais jeito.
Gente, eu perdi minha dignidade ali. Eu não sabia se xingava o dia que eu cai, o dia que eu coloquei faceta, todas as gerações de todos os dentistas do mundo. Aquiles e Sansão, eu sou mulher mas eu entendo porque vocês perderam a guerra. 
Moral da historia: a coisa mais boba do mundo pra alguém, pode ser o Calcanhar de Aquiles para outro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário