10 de dez de 2010

Verão.

Dois meses fizeram ela virar mulher, coisa que já era para ter acontecido há um tempinho. Afinal, são duas décadas de vida, as duas primeiras, àquelas que foram base pra tudo. Todo mundo notou que algo estava diferente, ela agradecia, disfarçava, tentava demonstrar aquelas pessoas que foi só um corte de cabelo, ou o verão chegando. Mas, uma amiga de infância, aquelas que não escondem nada de ninguém (muito menos da menina que cresceu ao seu lado), sorriu, seus olhos brilharam e disse:
- Que engraçado! Você tá tão tão...mulher!
Ela disfarçou falou que era a maquiagem, o corte de cabelo, o verão...desculpas! Palavras que saem da sua boca quando quer esconder um segredo.
As amiga se despedem, se olham, ambas sabem o que aconteceu e se deliciam numa alegria continuada, mas até quando? 

Nenhum comentário:

Postar um comentário